helium br vai acabar

Helium BR vai acabar?

Mudanças na rede Helium, baixo retorno, polêmicas na internet…Onde estão os hotspots e o HNT?

helium br vai acabar

É disso que eu gosto, títulos polêmicos e a sua curiosidade de saber o que está acontecendo rs

Mas pra quem acompanha o blog e quer entender o porquê disso, fique tranquilo, tem muita coisa pela frente ainda.

nossa

Primeiramente a resposta é NÃO, o canal Helium BR não vai acabar e nem acabou. Simplesmente por não ser algo 100% monetizado e com tempo mais escasso, ficou difícil escrever novos textos. Além disso, peguei COVID recentemente…3 doses de vacina e ainda assim 15 dias de gancho.

Mas as coisas estão começando a ficar mais organizadas e novos materiais devem surgir nas redes, na verdade estão surgindo. Agora mudando um pouco de assunto. Creio que você está aqui pra saber sobre a Helium e não apenas sobre os problemas de um cara aleatório…então vamos lá…

E a mineração de HNT hein? Tá valendo a pena ainda?

A pergunta clássica, tanto que fiz dois artigos sobre isso ano passado…

Mas enfim, depende do seu objetivo…vou explicar…

senta que lá vem história

Quando a rede iniciou, as recompensas eram maiores sim…afinal quantos loucos entusiastas existem por aí investindo dinheiro em algo que nem entendem direito?

Com as mudanças na rede e novos HIPs, 51, 52, 53…muitos investidores e fabricantes não ficaram felizes em ver que seus pedidos de hotspots full foram cancelados e suas vendas foram afetadas após investirem em produção para atender toda a demanda existente…No fim clientes ficaram insatisfeitos, afinal muitos já estavam após 6 meses de espera por hotspots.

Com a recompensa caindo para o protocolo LoraWAN e a grande discussão sobre o 5G, bear market Das criptos e tudo mais que podia dar errado…a insatisfação vai surgindo de todo lado…

Mas Elvis, você ainda não respondeu a minha pergunta…ainda vale a pena minerar HNT ?

Ok, vou chegar lá…

Talvez você tenha percebido em algum momento que sempre que estamos em um bull market, preços subindo, pessoas aproveitando a super valorização de suas criptos, são poucos os que aparecem como profetas do apocalipse…e o contrário também ocorre nos momentos de bear market e insatisfação.

Sobre a mineração de cripto, seja HNT quanto outros modelos de mineração. Todos sofreram bastante com o bear market. Afinal a mineração acaba sendo um empreendimento pra quem faz, não apenas um investimento especulativo. Se for pra ser investimento, costuma ser interessante comprar a cripto diretamente.

Agora que os preços cairam bastante, o tempo de payback da mineração acaba aumentando. Afinal estamos olhando para a cotação do momento e não para as perspectivas de valorização.

Se sua despesa com conta de luz for maior do que o sua receita na mineração e você precisar vender suas criptos para pagar essas despesas. Então seu fluxo de caixa está deficitário, logo não parece fazer sentido o esforço.

Agora se você tem saldo em caixa e acredita que isso é algo passageiro. No máximo você irá com mais cautela na expansão, ou se for mais arrojado, aproveitará a baixa nos preços dos equipamentos para aumentar sua operação.

Para quem quer entender isso na prática com a mineração de Ether, segue esse vídeo recente do canal do Bruno Perini com a experiência dele com esse modelo de mineração.

Agora vamos olhar para a mineração de HNT…

Um hotspot de Helium custa no Brasil cerca de R$ 4000 atualmente (pode variar), somando o custo de uma antena, cabos e alguns acessórios chegamos a algo em torno de R$ 5000/unidade.

A recompensa com uma BOA localização e instalação pode girar em torno de 2,5 a 6 HNTs/mês em média.

Com o HNT cotado a R$ 47 hoje, temos na faixa inferior R$ 117 e na superior R$ 282.

O retorno sobre o investimento no limite inferior é de 2,34% am e no superior de 5,64%am.

Uma rentabilidade ainda superior a da experiência do próprio Bruno Perini com a mineração de Ether.

É claro que muitos preferem ver cifras na casa dos R$ 2500/mês ou mais como já vivenciei, mas dificilmente isso ocorrerá novamente.

O fato é que frisei o aspecto “BOA” instalação e localização. Fiz isso porque a mineração de Helium dá trabalho sim, necessitando de escolhas mais precisas desde a compra do hotspot como dos acessórios de instalação. E ainda assim, você não terá bons resultados se enfiar seu hotspot em um porão.

Esse trabalho adicional e ajuste fino pode deixar você reticente quanto ao empreendimento. Mas lembre-se, estamos sempre olhando para o cenário atual, ou seja, cotação atual e momento atual da rede…

Além disso, só falei até aqui do aspecto mineração…mas a rede é só pra isso ? Reflita.

reflita

Mudanças na rede e novos tokens

Sim, se você acompanha ativamente as notícias deve saber que a Helium pretende se tornar uma “Rede de redes”, mas o que isso significa?

Em resumo a Nova Labs (empresa) está se estruturando para que novos protocolos sejam adicionados a rede Helium, cada um com suas particularidades.

De início a Helium focou em uma rede LoraWAN para IoT, mas agora está abrindo caminho para o 5G, WiFi, VPN e outras tecnologias.

Então para que cada um desses protocolos possam ter suas particularidades, como regras próprias de prova de cobertura e recompensas, foi decidido criar novos tokens, um para cada protocolo.

Porém, o HNT será o token principal que será negociado em mercado secundário. Ou seja, só conseguiremos transformar o HNT em Reais, os tokens de cada um dos outros protocolos só poderão ser convertidos em HNT.

Ainda é cedo para afirmar alguma coisa sobre essas mudanças. Eu sempre prefiro analisar a realidade dos fatos, não a teoria…Afinal na prática a teoria é bem diferente rs

E o uso da rede ?

como

Obrigado por lembrar dessa parte…

Houve uma discussão recente no Twitter entre Liron Shapira e o CEO da Helium, Amir Haleem em que Shapira traz alguns argumentos sobre a rede não ter receita e que o investimento foi muito elevado para o baixo retorno. Se quiser ver na íntegra, segue o link abaixo.

Link: discussão Shapira x Amir Haleem

Agora vamos lá, quando olhamos apenas para questões de investimento e números do mercado financeiro não conseguimos ter uma precisão sobre se o que está sendo feito é algo inovador, ou se tem real valor para resolver o problema a que se propõe.

Quando converso com pessoas mais envolvidas no setor de IoT, vejo que o projeto tem sim muito a entregar de benéfico. O grande problema que a Helium enfrenta hoje, na minha opinião, é que não conseguiu fazer crescer a DEMANDA na mesma velocidade que a oferta.

Ou seja, as aplicações que devem usar a rede Helium ainda estão em andamento. Afinal, é normal que empresas que tenham soluções de IoT fiquem receosas no primeiro momento em confiar em uma estrutura descentralizada de rede e tão nova como a Helium. Leva algum tempo até que o lado da demanda comece a ganhar tração e isso depende muito dos entusiastas sim e de quem acredita no projeto e crê em sua viabilidade.

Mas podem ter certeza de uma coisa, é nesse cenário turbulento e de dúvidas que alguns players mais espertos vão aproveitar as oportunidades que surgirem. Enquanto outros vão desistindo no meio do caminho.

Alguns podem não ver valor hoje no que é entregue, mas quem acreditaria lá no final dos anos 70 que teríamos computadores pessoais em casa. Que no início dos anos 90 essa tal de internet reduziria a distância entre pessoas e empresas globalmente e que em 2008, o setor de telecom iria, quase sem saber, ter que iniciar um processo de mudança na sua forma de receita, que tinha boa parte do seu retorno advindo dos planos de SMS e Chamadas telefônicas para serviços de dados.

É meus amigos, nunca sabemos o que vai acontecer até que aconteça.

Caso você ainda não entenda muito sobre Helium, queira a ajuda de um especialista antes mesmo de investir em um hotspot ou precise de ajuda para otimizar sua instalação é só se inscrever na Consultoria para Rede Helium e agendar um horário comigo preenchendo o formulário no link abaixo:

Consultoria para Rede Helium

Para compra de hotspots e acessórios temos a nossa loja online:

Loja Helium BR

Share your love

2 comentários

  1. Elvis não responde os comentários mesmo, então vou escrever para os leitores dele. Helium teve um investimento de 365 milhões de doláres, e as pessoas compraram centenas de milhares de hotspots para construir a rede e hoje HNT tem pouco mais de 1 bilhão de marketcap. O que a empresa produz com todo esse investimento? Resposta: US$6500,00 por mês.

    É por isso que Shapira acusa de Ponzi. Algum leitor pode falar algo? Quem comprou HS cedo recuperou o dinheiro, mas hoje tá ruim. Ou é uma contribuição solidária para ajudar a construir a rede, ou o CEO teve acordo com as empresas de HS para vender aparelhos caros e lucrar.

    • Olá Felizardo, creio ser injusta a informação de que eu não respondo os leitores. Muitas pessoas entram em contato via Instagram e YouTube e sempre respondo, além do whatsapp. Não atuo com internet em tempo integral, então faço de acordo com o que posso.
      Sobre o artigo, o ponto chave é que eu sou um dono de hotspot e assim como os demais sofri com a queda no HNT. Mas como sempre deixo claro no blog não podemos esquecer do uso final da rede. No artigo citei a minha opinião sobre o lado da demanda, que não cresceu na mesma velocidade da oferta de hotspots. Então para ter uma visão mais adequada é só perguntar pra pessoas que atuam na área de IoT suas opiniões sobre o projeto. Se você conhecer um pouco sobre Lora vai saber que existem projetos como a TTN (The Things Network) que não tem esse bônus que a Helium trouxe com a mineração e por esse motivo a Helium acabou crescendo mais rápido que outras redes privadas do tipo. Ainda estamos em uma fase inicial com muitas mudanças, como no HIP 51, 52 e 53, então vamos ter que aguardar pra ver os efeitos disso no preço do HNT. Mas ainda temos que focar na demanda, então ainda vai levar um tempo até termos adoção em massa das aplicações.
      Espero que tenha esclarecido as dúvidas.

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

plugins premium WordPress