helium hnt uma palavrinha do fundador e ceo

Helium (HNT): Uma palavrinha do Fundador e CEO

Polêmicas surgem e nada como ver o posicionamento do próprio CEO e Co-Founder sobre tudo isso. Então vamos dar uma analisada no que ele disse essa semana…

helium hnt uma palavrinha do fundador e ceo

Como já havia comentado no post anterior, as últimas semanas foram marcadas por ataques sobre a rede Helium, colocando em dúvida o projeto e com críticas pesadas sobre o modelo de negócio.

É claro que em um mundo altamente globalizado, com as informações circulando rapidamente na internet, é sempre válido estar atento e responder às dúvidas e conflitos que surgem de tempos em tempos…Como nós costumamos falar aqui no Brasil é o famoso “dar a cara a tapa”…

Foi com o intuito de esclarecer essas polêmicas recentes que o Co-Founder e CEO da Helium (atual Nova Labs) escreveu essa semana um post em seu blog na plataforma Medium.

Vou trazer um resumo do que foi abordado e minha opinião sobre o assunto nas linhas abaixo. Então se você está interessado em saber mais sobre a “treta” vamos dar uma olhada, mais de perto…

polemica

POLÊMICA? ONDE?

pergunta

Pra você que está perdido no que está acontecendo, pode ler o artigo anterior que falei um pouco sobre o assunto.

Artigo: Helium BR vai acabar ?

Mas o resumo da história e que foi o estopim da confusão foi uma série de tweets do Liron Shapira que põe em dúvida o projeto da Helium com argumento central de que a rede não possui casos de usos relevantes e sua receita é de 6500 dólares mesmo após aportes milionários nas rodadas de captação.

Alguns youtubers também deram voz ao argumento e trouxeram um pouco mais de combustível para a insatisfação já existente por muitos proprietários de hotspots Helium que viram seus ganhos em HNT caírem consideravelmente desde o ano passado.

AMIR HALEEM

Pra você que não faz ideia de quem é Amir Haleem, saiba que ele é um dos fundadores da Helium Inc (atual Nova Labs) que é a startup desenvolvedora da rede Helium.

Se interessar, segue um vídeo do nosso canal no youtube com essas informações.

Vídeo: Quem criou a Helium ?

Enfim, essa semana após as polêmicas geradas pelos tweets, Haleem fez um post em sua conta no blog Medium com mais detalhes esclarecendo dúvidas e dando seu posicionamento sobre o assunto.

CADÊ A LIME E SALESFORCE NO SITE DA HELIUM ?

O site oficial da rede Helium apresenta algumas marcas que utilizam a rede Helium em alguma aplicação específica. Recentemente uma das polêmicas foi de que a Helium retirou os nomes das empresas Lime e Salesforce da lista.

Muitos se questionaram o porquê e se realmente a Helium não estava fazendo propaganda enganosa. Para esclarecer o problema Haleem respondeu:

“Antes de mencionar essas marcas publicamente, recebemos aprovações para falar sobre os casos de uso — que explico com mais detalhes aqui no Twitter . No caso da Salesforce, tivemos até uma confirmação por escrito e um depoimento, desde que pudéssemos usar publicamente para descrever nosso trabalho em conjunto.”

“[…]Em retrospecto, confiar nesta declaração não foi suficiente e a culpa foi nossa por continuar a incluir os logotipos dessas marcas no site. Valorizamos nossos parceiros e eles são essenciais para nos ajudar a construir e expandir a Rede. Nossa intenção nunca foi enganar nossa comunidade ou parceiros e pedimos desculpas.”

Pelo visto a Helium se precipitou em não obter documentos formais que reforçassem a propaganda. Mas conforme matérias recentes tratando da última rodada de captação da rede Helium em fevereiro, a equipe era formada por cerca de 14 pessoas, focadas principalmente no desenvolvimento da rede.

Apesar do vacilo, entendo ser plausível uma startup passar por esse tipo de problema. Mas obviamente o momento disso vir à tona não foi muito oportuno, não é mesmo?

TÁ, MAS E OS 6,5K DE RECEITA ? COMO A HELIUM GANHA DINHEIRO ?

Ok, esse ponto é muito discutido…Mas no final das contas, de onde saiu esse número ?

Creio que desde os primeiros artigos aqui do blog, tentei abordar muitos assuntos e informar as fontes e o que é a MINHA OPINIÃO…dito isso, vamos lá…

O valor de 6500 dólares Shapiro extraiu de um artigo do blog “The Generalist” e foi publicado por Mario Gabriele.

Artigo: Helium: The Network of Networks

Sinceramente, um dos melhores artigos que já li a respeito da rede Helium. Inclusive, se você quer entender toda a história da rede até o momento atual e gosta de algumas curiosidades a respeito dessa jornada, indico fortemente sua leitura na íntegra.

Gabriele em seu texto cita em determinado trecho o valor de 6500 dólares:

“No entanto, esta é apenas uma parte da imagem. Os créditos de dados são usados ​​ao integrar um hotspot, afirmar uma localização e processar um pagamento. Os hotspots de integração, em particular, são intensivos do ponto de vista do crédito de dados. Como a Helium está integrando tantos novos pontos de acesso, isso distorce os resultados, sugerindo maior atividade do cliente do que realmente está presente. Os dados da The Decentralized Wireless Alliance removem esses três usos, demonstrando o tamanho da demanda dos clientes da economia do hélio. Por essa medida, o uso de DC foi de apenas US$ 6.561 em junho.

Em ambos os casos, está claro que a rede da Helium tem espaço para crescer. De fato, precisa. Embora tenha feito um trabalho excepcional ao dimensionar o lado da oferta do projeto, aproximando-se de 1 milhão de hotspots, é necessária mais demanda. Adotar o 5G pode levar esse lado do mercado ao topo.”

Quando analisamos mais de perto vemos que Shapira extraiu o valor do artigo, mas fora do contexto. Caso você leia na íntegra o artigo de Gabriele, vai entender toda a construção até chegar nisso. O próprio trecho acima demonstra que há mais para ver do que apenas os 6,5k.

Foi por esse motivo que o próprio Gabriele citou em seu tweeter essa simplificação do material usado por Shapira:

twitt refutando a ideia de apenas 6500 dólares de receita bruta

Agora quais as motivações de usar da simplificação? (essa parte é minha opinião e apenas conjecturas)…

Pelo descrição do perfil do tweeter do Shapira, ele deixa claro que quer se tornar o Michael Burry das criptomoedas.

descrição do twitter de shapira

Só essa descrição já basta no meu ver…afinal você sabe quem é Michael Burry ?

quem é

Se você não sabe, eu te ajudo…

Michael Burry foi o cara interpretado pelo ator Christian Bale no filme “The Big Short” (A Grande Aposta, 2015).

filme a grande aposta

Burry ficou famoso por prever a crise do subprime de 2008 cerca de 2 anos antes de acontecer, como por ter investido “apostando” na queda do mercado e feito alguns milhões (~$100mi pra ser mais específico).

Isso não significa que Shapira não possa fazer análises críticas de projetos de cripto, que como sabemos e já disse aqui no blog, são em sua maioria maus projetos e muitas vezes golpes para os desavisados.

Obviamente muita coisa ainda precisa melhorar no mercado de criptomoedas, mas por ser um ambiente ainda pouco explorado e sem muita regulamentação, há espaço para maus atores participarem. Cabe a nós selecionarmos o que parece bom do que parece ruim com algum critério.

No meu artigo sobre HNT comento alguns pontos, ou o que chamei de método dos 4Fs (minha autoria), para fazer um filtro de projetos de cripto.

Artigo: Fim do HNT? Preço em queda!

Mas voltando à pergunta inicial…

Haleem em seu artigo cita que o número de 6,5k não é representativo das receitas totais da rede, que são provenientes das diversas transações que ocorrem na rede, como por exemplo o update de informações de antena e localização do hotspot, bem como tranferências de pacotes de dados, entre outras.

Ele apresenta um link útil do Token Terminal que mostra dados de diversos blockchains e suas receitas de camada 1. Lembre-se que a rede Helium desenvolveu seu próprio blockchain, deixando de utilizar algum outro como Ethereum ou Solana para desenvolvimento da rede.

Na imagem abaixo, extraída do site Token Terminal é possível ver que o blockchain Helium está entre os top 5 em termos de receitas de blockchain da camada 1.

print do site token terminal com helium no top 5 em receitas

Haleem também afirma que o número citado (6,5k) foi baseado nos DCs (Créditos de Dados) utilizados na rede em um determinado mês (junho).

Creio que temos duas informações que podem ser retiradas desse número:

1) Sim, a demanda ainda é pequena em comparação ao tamanho da rede. Mas volto a dizer que era esperado, afinal a oferta da rede cresceu muito mais rápido do que o esperado.

2) Há uma grande economia para o usuário final que utilizar a Helium em comparação às redes atuais. Haleem deixa isso claro:

“Para fins de comparação, custaria US$ 29,3 milhões por ano para o mesmo número de dispositivos enviar a mesma quantidade de dados usando uma rede celular NB-IoT tradicional . Que o hélio é 360x mais barato é um recurso, não um bug.”

GANHOS BAIXOS, QUAL SUA OPINIÃO ?

Sobre a mineração de HNT e os ganhos menores atualmente, Haleem deixa claro que era esperado que as recompensas decaíssem com o aumento no número de hotspots na rede e que o aumento de densidade de hotspots em uma determinada região acarreta redução dos ganhos, já de acordo com o modelo de PoC (Prova de Cobertura) utilizado pela Helium. Nesse modelo buscou-se forçar que os proprietários otimizem o posicionamento de seus hotspots para garantir uma cobertura de qualidade, evitando saturação em determinada região e ausência de cobertura em outra.

Também deixou claro que com o tempo os ganhos serão mais elevados em relação ao tráfego de dados, não apenas a PoC. O que já é esperado:

hnt distribuição
Fonte: autor (sim, eu mesmo)

E AGORA ? QUAL O PRÓXIMO PASSO ?

Segundo Haleem, veremos a Helium se consolidar como rede de redes e veremos o 5G Helium tomar forma bem como seus novos tokens (Mobile e IoT) que devem surgir para diferenciar cada protocolo de rede (5G, IoT, VPN, WiFi, etc)

Na minha humilde opinião, por mais que a rede tenha crescido para +900k hotspot ao redor do planeta, ainda estamos nas fases iniciais desse projeto que tem muito ainda pela frente, afinal é um mercado trilionário (Telecom) e que necessita de muitas realizações em vários aspectos ainda para ganhar tração. Projeto ambicioso é assim mesmo rs

Espero que você tenha gostado do conteúdo desse artigo. Se gostou, dê uma força dando um like e compartilhando para que mais pessoas descubram sobre a Helium e sobre nosso canal 😉

BÔNUS PARA CURIOSOS E ENTUSIASTAS

Se você, assim como eu, é um entusiasta desse universo de criptomoedas vou deixar aqui uma dica legal…

bonus bacana

Atualmente quem vai atrás de informações sobre Web3 e criptos desse segmento costuma ir primeiro no Coinmarketcap e ver a capitalização de mercado e informações financeiras, mas assim como o Token Terminal que apresentei acima, tem outra ferramenta que acho bem legal de acompanhar que é o Web3 Index.

Esse índice traz informações dos projetos de Web3 olhando pelo lado da demanda, ou seja, a utilização do token nativo daquele projeto.

Como já discutimos aqui, o projeto Helium ainda tem muita demanda pela frente, seja pelo protocolo de IoT como pelo 5G e outros que virão, então é sempre bom olhar para esses fundamentos. Fica a dica!

o que é índice web3
print do índice web3

Caso você ainda não entenda muito sobre Helium, queira a ajuda de um especialista antes mesmo de investir em um hotspot ou precise de ajuda para otimizar sua instalação é só se inscrever na Consultoria para Rede Helium e agendar um horário comigo preenchendo o formulário no link abaixo:

Consultoria para Rede Helium

Para compra de hotspots e acessórios temos a nossa loja online:

Loja Helium BR

Share your love

2 comentários

  1. Muito bom Elvis! Trouxe muita novidade e explicação que tranquiliza a comunidade. Recentemente houve FUDs contra a Helium, e essa leitura aí que você trouxe me deixou mais confiante sobre a legitimidade do projeto. Gostei de saber sobre o WEB Index, muito bom pra estudar. Ainda vou me aprofundar sobre o white papper da HNT, é novidade pra mim que o POC vai acabar. Você pode compartilhar links de onde trás essas informações?

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

plugins premium WordPress