hnt crash mudança de helium para solana

HNT Crash! Mudança para Solana

Sim, você leu certo! Estamos diante de um crash definitivo para a rede Helium e o HNT ?

No artigo de hoje vou dar mais detalhes sobre o que pode ser a maior crise do HNT até então!

hnt crash mudança de helium para solana

E lá vamos nós novamente…É só colocar um título polêmico que todo mundo vem correndo 🙂

Arrasta pra cima que você vai saber mais (brincadeira rs)

vontade de chorar

Deixando a brincadeira de lado, no dia 30 de agosto de 2022 uma notícia da equipe de desenvolvimento da Helium deu o que falar e gerou uma corrida de venda de HNT forçando o preço para abaixo dos 5 dólares. Mas o que aconteceu afinal ?

Introdução

Sendo direto ao ponto, foi feito um comunicado da equipe de desenvolvedores Helium sobre a proposta de melhoria para rede de nº 70 (HIP70). Nessa proposta há o interesse em mudar a camada 1 do blockchain Helium para Solana.

Ok, agora você deve estar se perguntando…

  • O que é camada 1?
  • Por que Solana?
  • Vou perder todos os meus HNTs?
  • Hora de pular do barco antes que afunde de vez?

Essas e outras perguntas eu vou responder com detalhes neste artigo, então só seguir pelas linhas abaixo.

TRILEMA DA ESCALABILIDADE

Antes de iniciarmos a conversa, é necessário voltar um pouco e te explicar sobre um dos grandes dilemas* de um blockchain.

dilema que vem do grego

*Dilema: alternativa em que não há opção satisfatória; conjuntura difícil sem alternativa conveniente; escolha difícil entre duas possibilidades.

O termo Trilema da Escalabilidade de um Blockchain foi apresentado pela equipe de desenvolvimento da rede Ethereum, mais precisamente por Vitalik Buterin que define que um Blockchain possui 3 fatores essenciais dos quais só conseguimos escolher na prática 2 deles. O trilema pode ser representado pelo triângulo abaixo:

trilema da escalabilidade

Temos em cada vértice/ponta do triângulo: Descentralização, Segurança e Escalabilidade.

  • Descentralização: garante que qualquer um possa participar da rede ativamente
  • Segurança: é a defesa contra invasores para resistir a ataques (DDoS, Sybil, etc) e também garante a imutabilidade dos blocos e transações da rede, evitando que alguém possa alterar alguma transação existente.
  • Escalabilidade: é a capacidade de processar transações em grande número rapidamente.

O que o trilema diz é que não é possível ter as 3 coisas ao mesmo tempo, ou seja, só é possível escolher 2 delas para que um blockchain consiga escalar.

No caso do Bitcoin e Ethereum, a escolha foi para o par segurança e descentralização, deixando a desejar em termos de escalabilidade.

SOLUÇÃO EM CAMADAS

Uma proposta de solução para o problema relacionado à escalabilidade do Blockchain é a utilização de camadas para suprir essa função.

Nesse modelo, temos na base a camada que pode ficar responsável pela segurança e descentralização, enquanto a camada superior se torna responsável pelo processamento da rede e sua escalabilidade.

Essa forma de distribuir cada responsabilidade em diferentes camadas, sendo camada 1 (ou L1) e uma camada 2 (ou L2), contribui para tornar o ecossitema mais eficiente e auxiliar no problema de escalabilidade.

Existem projetos que buscam atuar como uma camada 0 (ou L0). O objetivo é conseguir fazer com que transações possam ocorrer entre Blockchains diferentes, fazendo com que sejam interoperáveis. Alguns exemplos mais conhecidos são: Polkadot, Cosmos e Cardano.

Fonte: Nick Montana

A imagem acima ajuda a entender esse conceito de camadas de forma mais clara, (agradecemos a @nick.5montana pelo material didático =).

Na camada L0 temos os projetos que buscam tornar diferentes Blockchains operáveis entre si.

Na camada L1 temos os Blockchains que tendem a focar em segurança e descentralização.

A camada L2 atua com foco em processamento e escalabilidade.

E por fim a camada L3 fica destinada às aplicações para os usuários finais.

Quer entender mais? Vídeo didático abaixo…

HIP 70: MIGRAÇÃO PARA SOLANA

Agora que entendemos o trilema da escalabilidade e a proposta de solução em camadas, já começamos a especular sobre o porquê dessa mudança da Helium. Mas vamos analisar os detalhes da proposta de mudança…

1) MOVENDO A PROVA DE COBERTURA (PoC) PARA ORACLES

Ok, nesse momento você deve estar se perguntando: o que é Oracles ?

Como sempre, prefiro buscar definições simples e boas referências para facilitar sua vida…Então, vou deixar um trecho do artigo do Victor Raimundi para te ajudar…

“Falando de maneira simples e objetiva, as oracles (oráculos) são sistemas capazes de serem integrados às blockchains para alimentar o sistema com dados dos mais variados campos vindos do mundo “off-chain”.”

Off-Chain: nesse contexto indica “fora do blockchain”, ou seja, dados provenientes do mundo real.

“[…] talvez não haja melhor e mais interessante indicador de que uma rede, e consequentemente seu token, estejam no caminho certo para o sucesso e a valorização, do que a chegada das oracles no projeto.”

“A chegada de oracles à uma rede é geralmente o momento-chave para a valorização não somente financeira de um criptoativo, mas também de toda a estrutura que o envolve. As parcerias geralmente são formadas após muito desenvolvimento, e atualizações e etapas de testes, indicando que se trata então de uma blockchain sólida e promissora.”

Fonte: O que é Oracle ?

Com a mudança da Helium, a arquitetura da PoC terá sua mudança para Oracles o que vai permitir:

  • Mais atividades de Beacons (sinalizações) e Testemunhos
  • Simplificação dessas transações
  • Autonomia do hotspot para criar desafios
  • Confirmação das transações de testemunho e desafio serão enviados para servidor em nuvem e não mais para um validador (que pode não estar ativo ou sincronizado no momento)
  • Aumentar a tolerância a falhas do sistema de PoC
  • Redução no tempo de desenvolvimento e implantação
  • Melhoria na detecção de jogos/atores “mal intencionados” na rede

Eu deixei em negrito a primeira parte porque isso significa mais resultado na mineração de HNT/Mobile/IoT, etc…

yes

Então, os 0,85% do HNT que era destinado ao criador do desafio (Validador) vai ser destinado aos proprietários de Hotspots. O que beneficia a rede pois o validador não precisará processar esse tráfego e também beneficia os donos de hotspots.

2) MOVENDO A CONTABILIDADE DA TRANSFERÊNCIA DE DADOS PARA ORACLES

Do ponto de vista do uso da rede e tráfego de dados, há uma dependência do blockchain para entrega dos pacotes de dados transmitidos pela rede.

Isso implica em um possível problema futuro com aumento de escala para o pleno funcionamento dos aplicativos que usam a rede LoraWAN.

Pense em um exemplo simples de aplicação IoT como medição inteligente do nível de gás que usa a rede Helium…

Uma empresa que mede vazamentos de gás em uma planta industrial não pode se dar ao luxo de usar uma rede LoraWAN que tenha constantes falhas na entrega dos dados do sensor que mede o nível de gás em tempo real. Então há necessidade de robustez na rede e muitas vezes uma redundância para garantir que os dados sejam entregues.

Então essa proposta de mudança da Helium também colabora para escalar a entrega dos dados de maneira mais confiável.

mudanças de helium blockchain para solana blockchain

3) POR QUE SOLANA ?

Quando iniciou seu projeto da rede Helium, não haviam tantos projetos desenvolvidos de camada L1 no mercado, esse foi um dos motivos para desenvolver seu blockchain totalmente “do zero”.

O argumento principal para a mudança para uma L1 diferente é poder concentrar os esforços da equipe de desenvolvimento em pagamentos (P2P e Recompensas) e Identidades (Wallets, Hotspots, etc).

Quando se trata de Solana, entende-se que há um ecossistema maior de desenvolvedores e custos menores de transação, bem como maior velocidade nas transações.

Além disso, a Solana possui mercados B2B, B2C e seu projeto de lançar o Solana Mobile, um smartphone com acesso à rede Solana e seus Dapps, bem como as demais funcionalidades de smartphones convencionais.

solana mobile

Estar inserido nesse ecossistema pode contribuir ainda mais para adoção da Helium no mundo real, aproveitando seu projeto de 5G e também demais protocolos como o LoraWAN.

Dentre outras características técnicas, destaca-se a mudança de uma linguagem de programação que foi a base do desenvolvimento da Helium que se chama Erlang par aa linguagem Rust utilizada pela Solana e com maior adoção por desenvolvedores do setor ao redor do planeta.

O questionamento sobre por que Solana e não Ethereum recebe como resposta o fato do Blockchain Solana poder processar milhares de transações por segundo, sendo preferido para atividades de alto volume e custos baixos.

MAS A SOLANA TEVE UM DOS MAIORES INCIDENTES DE ROUBO DE CRIPTO DOS ÚLTIMOS MESES!

Certamente algumas pessoas podem trazer à tona essa questão, mas para que não fiquemos na superficialidade. É melhor você entender os FATOS que realmente aconteceram.

Para isso é melhor vocês ficarem com esse vídeo da Mercurius Crypto que trata do assunto no detalhe.

PS: Antes que surjam comentários…Não, não estou recebendo nenhum jabá por divulgar esses vídeos…Só acho que bons conteúdos e materiais podem ser utilizados, afinal pra quê ficar reinventando a roda?

CONCLUSÃO

Validadores

A proposta de migração para Solana traz alterações significativas para a rede Helium.

Do ponto de vista dos usuários, quem sofre de forma aparentemente negativa em um primeiro momento são os Validadores de rede, pois não serão mais necessários na rede.

Em contrapartida, a Helium pretende durante a fase de transição, converter os tokens HNT em stake para um token de governança veHNT que dá participação de governança nos subDAOs e que também estabelecer ganhos comparáveis aos já definidos para o stake.

Obviamente, se você analisar o volume de HNT em stake e a concentração disso em poucas wallets de grandes players na rede Helium, você vai entender o porquê de vendas tão agressivas recentemente, além de todo o desespero gerado logo quuando saiu a notícia.

Proprietários de Hotspot

Para os proprietários de hotspots devem ocorrer mudanças positivas, pois os 0,85% do HNT que era destinado aos validadores por criar os desafios e também os 6% que eles recebiam por serem o grupo de consenso será redirecionado para os donos de hotspots.

Também devemos esperar por redução nas taxas de transação e aumento da velocidade de processamento dessas transações. Além de vermos um aumento da frequência de Beacons (sinalizações) e testemunhos pelo hotspot.

Token Holders

Para os investidores que compraram HNT ou que possuem em suas wallets a diferença é que será possível ver seu balanço de tokens no Blockchain Solana. Então devemos ver upgrades nos apps de carteira de Helium.

Usuários da rede

Esse é um dos aspectos que considero fundamental de acompanhar, afinal é o lado da demanda. Pelo informado pela Helium em sua proposta e áudio conferência dia (01/09/22) no Discord. Há a intenção de melhorar o acesso ao Console Helium com a migração do Console atual para outros mais consolidados do setor.

Nesse contexto, deve ocorrer uma fase de migração em que o Network Server poderá ser desenvolvido pelos próprios usuários ou que sejam utilizados outros disponíveis no mercado. Nesse contexto, avaliar a influência disso nos custos operacionais é de suma importância para a atratividade da rede.

Com o tempo, após a fase de migração o Console Helium atual deve ser desativado. Isso com previsão de ocorrer no 2º trimestre de 2023.

CALMA QUE AINDA SERÁ VOTADA A PROPOSTA!

votação no site da helium

Apesar de todas essas informações é importante reforçar que essa proposta entrará em votação pelo heliumvote entre os dias 12 e 18 de setembro de 2022.

Ou seja, ainda não bateram o martelo….lembre-se que a governança é descentralizada. Propostas surgem, mas são os participantes da rede que tem direito a voto e eles que decidem a favor ou contra uma proposta de melhoria (HIP).

Então cabe a você participante da rede tomar a decisão com base nas informações acima e demais que jugar necessário.

Espero que o artigo tenha contribuído para te ajudar a entender melhor essa proposta de mudança.

Caso você ainda não entenda muito sobre Helium, queira a ajuda de um especialista antes mesmo de investir em um hotspot ou precise de ajuda para otimizar sua instalação é só se inscrever na Consultoria para Rede Helium e agendar um horário comigo preenchendo o formulário no link abaixo:

Consultoria para Rede Helium

Para compra de hotspots e acessórios temos a nossa loja online:

Loja Helium BR

Share your love

6 comentários

  1. Amigo seu artigo e muito bom, mais e diferente, a forma como foi falado dá a entender que a blockchain Hellium é inutil e que o token HNT não tem porque ter validadores e holder….

    • Não é inútil, mas trouxe um conceito diferente que não se baseia em poder computacional, mas em características de RF que é mais difícil de delimitar e definir. Porém vem buscando melhorar com as HIPs assim como ocorre com o BTC e ETH. É algo muito recente e que leva tempo pra ter maturidade. Sobre ter validadores, era um modelo que vinha dando conta até então, mas concordo que mudanças abruptas não tendem a agradar o mercado, todavia tem q tomar uma decisão pra continuar crescendo. Sobre holdar, é importante ter em mente o prazo e tese do porquê se está investindo no token, sabemos que o mercado cripto é altamente volátil e tem muito projeto ruim, mas se fizer sua própria análise dos fundamentos e ter um plano bem definido, vc vai saber quais são seus limites e até onde vale a pena se manter posicionado em cada projeto.

  2. Se ninguém mais confiar não vai haver ninguém mais comprando…ai o token não subindo eles vão ter que fazer fork e criar outra coisa para reward (ser minerado) a infraestrutura é grande porém o Token HNT e a BLOCKCHAIN são importantes dá a entender que a empresa só quer vender roteador e antena mesmo, o correto e eles achar uma usabilidade pra HNT…só assim eles podem salvar o projeto…se o token morre morre o projeto ou vira zumbi igual a LUNA

    • Sobre usabilidade, o token já tem utilidade do ponto de vista da rede. É o token principal enquanto os DCs tem preço fixado a dólar e não sofrem com variação do mercado secundário. O foco agora é trazer a demanda, pra isso o 5G vai ser importante somado à rede Lorawan já existente. Existem dois perfis o usuário que foca só em cripto e o usuário que entende o uso da rede e em que ela se diferencia do que já existe no mercado de IoT, isso deve ser levado em conta pra não focar só no q se vê em gráficos de preço.

  3. Os caras lucraram muito com a HNT altos investimentos, tinha marketcap de 1.2BI o correto e eles melhorar sua blockchain essa é a verdade, não tercerizar a responsabilidade essa noticia foi a pior da historia recente da Hellium, porque os cara deveria ter investido na infraestrutura da propria rede e pensar nessa escalabilidade!

    • Olá Newton! No artigo falei sobre o problema de escalabilidade de um blockchain, seja ele qual for, então é algo que não tem solução trivial e isso foi trazido à tona pelo Vitalik Buterin fundador da Ethereum, então creio que do ponto de vista da Helium, há sentido no argumento de troca da camada 1 para focar na demanda

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

plugins premium WordPress